top of page
Buscar

Pesquisa mostra o que Peritos Criminais do DF consideram negativo na profissão.

A maioria dos peritos criminais do Distrito Federal afirma já ter passado ou presenciado alguma situação de assédio moral no trabalho. De acordo com uma pesquisa feita a pedido da Associação Brasiliense de Peritos em Criminalística (ABPC), 34,9% dos entrevistados dizem que “sempre” presencia comentários desagradáveis ou d3preciativos sobre um colega no ambiente de trabalho.


A pesquisa contou com a participação de 129 profissionais sobre as condições de trabalho no Instituto de Criminalística (IC). Também foram realizados dois grupos focais com participação de 10 peritos criminais em cada grupo.


Os resultados apontam que 30,2% dos entrevistados não se sentem seguros para denunciarem casos de comportamentos abusivos no ambiente de trabalho.


Os peritos também reclamaram de “interferências provenientes de interesses políticos divergentes aos procedimentos técnicos costumeiros e falta de clareza nos processos de decisão e poder da Direção, que geram ações arbitrárias sobre o trabalho” como pontos negativos da profissão.



19 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page